terça-feira, 1 de abril de 2014

8º Dia - Punta Del Este / Chuí / Sta Vitória do Palmar / Salso - 360kms

Neste dia, era chegada a hora de deixar o Uruguai. Já estávamos tristes por deixar aqueles lugares lindos para trás. Porém, levávamos ótimas lembranças daqueles dias maravilhosos no país vizinho. Saimos de Punta depois das 09 horas da manhã. Nosso objetivo era ir até Santa Vitória do Palmar, no distrito chamado de Salso. Lá mora uma prima minha, a Sandra. Faziam mais de 8 anos que não a via. Como sabia que íamos passar próximo, avisei ela que faríamos uma visita.
Era um dia praticamente só de deslocamento. Abasteci no posto Petrobrás próximo ao Hotel Conrad e pegamos a Ruta 9 em seguida. Dava para ir por outro caminho. Que vai pela costa, porém, consegui poucas informações e meu GPS não estava funcionando. Resolvi não arriscar.
Dia de sol e a temperatura subindo um pouco.
A estrada estava ótima pra rodar. Muitas paisagens bonitas, algumas curvas e eu doido pra entrar no país de volta. Vai entender a cabeça desses motociclistas. Tava tão concentrado na estrada, com umas faixas pintadas no chão, como se fosse uma pista de pouso de aviões, que passamos batidos pelo farol de Santa Tereza. A Sara até tentou me avisar, mas já tínhamos passado e não retornamos. Uma pena, porque depois olhei umas fotos e o lugar parece ser muito lindo. Fica o desejo de voltar. Pois também não fomos em Cabo Polonio. Muito elogiado por um amigo que esteve recentemente no Uruguai.
Rodamos até o meio dia, quando chegamos na fronteira. Hora de carimbar a saída do país. A aduana é muito tranquila. Exceto por um brasileiro que tentou passar na minha frente, mas foi ignorado pelo atendente uruguaio. Imigração feita, entramos na cidade de Chuí. Lá tem alguns FREE SHOPS. Ainda bem que já tínhamos feito nossas compras em Livramento. Era sábado, o comércio estava cheio e parecia com o Paraguai. Uma confusão de carros, pessoas, carroças, cachorros, etc. Eu não teria paciência para andar entre as lojas lá.
De volta à Patria Amada Brasil
Fomos conhecer o Forte de San Miguel. Este forte fica no Uruguai, porém, você entra no Brasil e volta por dentro de Chui aproximadamente 10 kms margeando a fronteira. É um forte do século XIX. Que ficou abandonado até meados de 1925. Foi recuperado e restaurado. Hoje abriga um museu militar muito legal. Paga-se uma taxa simbólica de R$2,50 para entrar nele. Vale a pena. Está tudo muito conservado e o lugar é muito bonito. Rende boas fotos.
Forte de San Miguel
 
 
 
 
 
 
 

Nestas alturas já passava das 13 horas. Hora de Brasilia. Eu estava morrendo de fome.  E me recusava a parar naquele caos do centro de Chuí para comer. Pegamos a estrada novamente e encontramos um posto que servia "A La Minuta": Arroz, feijão, ovo frito, batata frita e um bife. Maravilha! Era tudo que eu precisava. A Sara comeu frango ao invés de bife. Uma delicia. Para acompanhar, uma Coca Cola de 1 litro. Este prato por R$14,00.
A La minuta. Coisas do Rio Grande do Sul
Partimos em direção à Santa Vitória do Palmar. Pedi algumas instruções de como chegar na casa da minha prima. Eu sabia que era no interior. Só não imaginava o que estava por vir.
O distrito do Salso, fica a 65 kms da cidade de Santa Vitória do Palmar. São 40 kms de asfalto e 25 de areia. Muita areia. Parecia que nós estávamos indo para uma praia. Começavam as preocupações do dia.
Eu sei que para andar na areia ou na terra, é ideal baixar um pouco a calibragem dos pneus. Para o pneu deformar mais e a moto não "sambar". Porém, naquela região, existem poucos postos de gasolina, borracharia, etc. Ou seja, eu estava receoso em baixar a calibragem e no dia seguinte ter que rodar muitos quilometros com os pneus com pouca pressão. Resolvi tentar rodar na areia do jeito que tava. A Sara e Eu éramos passageiros. A frente da moto saía o tempo todo. Eu ficava mais com os pés no chão do que nas pedaleiras. Estava ofegante e tenso. Afinal, era o peso da moto, bagagem e garupa para eu segurar no braço.
Aqui acaba o asfalto e começa a areia
Rodamos 10 kms e não resisti. Parei a moto e pensei comigo: Vou resolver o problema de hoje. Se amanhã não tiver como calibrar, eu penso em outra saída.  Desci da moto e baixei a calibragem do pneu dianteiro. O traseiro deixei como estava, devido ao peso. Melhorou muito a pilotagem. A moto estava mais aderente àquele solo fofo. Fizemos uma parada na vila que tem antes da casa da minha prima. Ligamos para ela pra avisar que estávamos chegando. 
 Aqui ainda tinha pouca areia
A minha cara era um misto de alegria, tensão e cansaço. Faltavam "só" 8 kms, mas parecia uns 100

E vamos rodar na areia. Os próximos 8 kms foram dificeis. A areia era mais densa ainda. Felizmente chegamos. E sem comprar nenhum terreno pelo caminho. A Sandra estava nos esperando com seu Marido, o Rodrigo e seu filho Enderson. A Sua sogra, Dona Hilda também nos recepcionou. Foi muito legal rever minha prima e conhecer seu filho caçula. Que completaria 5 anos no domingo.
O Rodrigo fez chimarrão. E a Sandra serviu um delicioso café, regado a docinhos e cachorro quente. Que eu adoro. Comi uns 5, com aqueles pães menores. Ela sugeriu fazer um com um pão francês. E eu curti a ideia. Mandei mais um cachorro quente.
A fazenda que eles vivem, tem aproximadamente 1.000 hectares. Que vai até as margens da Lagoa Mirim. Usados para criar gado de corte e alguns cavalos. É um lugar lindo. O por do sol lá é incrivel. No final do dia andamos a cavalo. O Enderson queria mostrar suas habilidades com o animal. Eu até andei um pouco. E a Sara também. Foi bastante divertido.
A noite, mais papo, cerveja e caipirinha. Mais um dia de viagem concluído com sucesso e mais uma vez próximo à pessoas da família.

 Da esquerda para a direita: O cavalo (rsrs), Enderson, Eu, Sara, Sandra e Rodrigo
 Por do Sol incrivel

2 comentários:

  1. Olá, gostaria de ver o roteiro completo da viagem para o Uruguai, eu e meu marido estamos planejando essa viagem para janeiro/2015.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Olá Maura, neste post tem o mapa com todo o trajeto, se precisar de mais informações basta me avisar, mas acredito que se leres o relato todo vai ver que tem muita informação

    http://www.insetonocapacete.com/2014/03/o-comeco-de-um-sonho-uruguai-2014.html

    Abraço


    Patrick

    ResponderExcluir