domingo, 16 de novembro de 2014

Passeio com a moto nova - FINALMENTE

E aí pessoal, finalmente, depois de quase 1 mês e meio, conseguimos fazer um passeio nós 3 juntos. Eu, a Sara e a Teneré.
Estava muito curioso para andar com garupa, para ter uma noção de como seria, quais serão as diferenças, prós e contras. E claro, o mais importante: A opinião da patroa.. rsrss
Saimos de Blumenau por volta das 09 da manhã. Abastecemos a moto e caimos na estrada. O destino inicial era Jaraguá do Sul e em seguida, serra de Corupá, em direção à São Bento do Sul.
Passamos por Pomerode, e subimos a serra tranquilamente. Muitas motos cruzavam por nós, pois ontem aconteceu o aniversário do MC Cano Quente na cidade de Jaraguá do Sul e a galera se dirigia para suas casas.
Chegamos em Jaraguá do Sul, terra do Parque da Malwee, porém, não passamos por lá, apenas cruzamos a cidade e seguimos para São Bento do Sul.
Parada rápida no Posto Grid na entrada de Corupá e depois começamos a subir a serra, que chega a 800 metros acima do nivel do mar. Uma serra muito bem conservada e com ótimas curvas. Nelas, pude sentir como a moto se comporta em inclinações. A moto é muito confiável em inclinações, ou pode-se dizer, em grandes inclinações. Acredito que o controle de tração também tem papel fundamental em tamanha estabilidade. Ela deita muito, e o seu torque de 11 Mkgf, não deixam na mão na retomada de curvas. Enfim, a moto é incrivel para quem gosta de deitar nas curvas. Só um detalhe, antes eu tinha uma F800GS que é levemente mais alta com relação ao solo do que a TÉ. Ou seja, em curvas que se faz uma inclinação maior, irremediavelmente as pedaleiras pegam no chão... Bem emocionante.
Em São Bento do Sul, fomos para a descida da Serra Dona Francisca, onde curtimos o passeio e paramos para um caldo de cana no mirante  e também para algumas fotos.
De lá, rumamos sentido BR-101, com parada na Havan de Barra Velha, para comermos um hambúrguer no MADERO Container. Uma delicia.
Nestas alturas a moto já piscava na reserva. Porém, um detalhe, quando começa a piscar no painel que está na reserva. Ainda restam 7 litros, Abasteci a moto e constatei uma média de 15,8Kms por litro. O que achei bastante razoável, tendo em vista que subimos 2 serras, achei satisfatório. O que é ainda mais satisfatório é contar com um tanque 7 litros maior que a moto anterior.
Na BR-101 pudemos constatar a elasticidade do motor, roda muito bem em várias faixas de velocidade e quando se precisa de potência, tem sobrando. Não se percebe esforço maior por parte do motor.
Outra coisa, rodamos todo o dia em moto TOURING, ou seja, no modo SPORT, teriamos mais potência entregue.
Com relação a conforto, na primeira vez que andei com ela, achei um pouco ruim a questão do banco ser tão cumprido e eu não conseguir aproveitar, pois ficava com os braços muito esticados para alcançar o guidão. Porém, colocamos o guidão um pouco mais pra trás e agora consigo aproveitar melhor o banco que é muito largo e cumprido também. Sensação de conforto muito boa.
Com relação a Garupa, ela achou muito confortável, a única coisa que ela falou é que ou se encosta no baú e fica longe de mim, ou gruda em mim, rsrsrs... O que vcs acham que ela prefere? uauauaua... convencido.. 
Mas enfim, gostaria de dizer que a moto está aprovada, se alguém quiser mais informações, por favor perguntem. Mais novidades, vou postando.
Rodamos 322kms, chegamos em casa por volta das 15:30. Trânsito pesado na BR-470, isso nem precisa falar né?


Espero que tenham curtido.  Abraços













Nenhum comentário:

Postar um comentário