quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Dia 21 - Passo Fundo x Blumenau - 500 Kms

Acordamos com uma preguiça danada nem sequer coloquei o relógio para despertar. A hora que acordássemos estava bom e se não desse pra chegar em Blumenau não teria problema. Acho que relaxamos por estarmos no Brasil e relativamente perto de casa e o cansaço bateu. Acordamos já passava das 08:00 e descemos para tomar café e as coisas já estavam prontas pois estava usando apenas o saco de viagem, estava tudo acomodado para não precisar tirar os baús da moto.
O café da manhã do hotel era digno ao preço que pagamos pela diária (R$250,00) então aproveitamos para sair com as baterias bem carregadas. Na noite anterior a Sara estava reclamando de dores no nervo ciático então não queria abusar na viagem do dia para chegarmos em casa o mais inteiros possível.
Saímos do hotel já era umas 09 da manhã, a temperatura estava amena mas o dia já dava sinais que seria bem quente. Não abasteci a moto e resolvi que parariamos mais adiante. Rodamos uns 120 kms e paramos para abastecer. Nesta parada a Sara conheceu um casal que veio nos contar que foram certa vez de Passo Fundo até Luiz Eduardo Magalhães, na Bahia com sua Sahara. Nos contaram a viagem toda foi bem legal.
A estrada continuava bem movimentada, porém, sem tantas ondulações como havia sido até Passo Fundo. Mas tínhamos que ir devagar. A Sara continuava com dores então as paradas eram em intervalos menores das que estávamos fazendo nos últimos dias. Em Vacaria paramos para abastecer e colar um adesivo num posto que quase já não tem mais espaço nos vidros.
Logo já estávamos entrando em Santa Catarina a nossa última fronteira da viagem. Muitas obras neste trecho onde ficamos parados uns 15 minutos numa barreira onde a pista estava apenas com uma das faixas liberadas. Passamos por Lages e seguimos pela BR-282 até pegar a SC que cruza por Otacílio Costa. Ali, liguei o piloto automático nos 80 Km/H e assim fomos os 50 kms que ligam a 282 até a BR-470.
Na BR-470 o de sempre: Muito movimento e trechos ruins de asfalto. Paramos em Pouso Redondo para um lanche e avisar a família que estávamos próximos porém, faltando o pior trecho da viagem. E foi o pior mesmo, levamos 2 fechadas que tivemos que ir pro acostamento. Era hora de ter calma e ir devagar para chegar em casa bem, da mesma forma que saímos.
De Indaial até Blumenau um grande movimento e filas extensas, fomos vencendo a fila e logo estávamos em Blumenau com forte calor. Fomos direto na casa da mãe da Sara, para dar um abraço nela. Lá, as lágrimas rolaram, primeiro minhas e da Sara, felizes por estarmos em casa e depois da mãe dela que como qualquer outra mãe, ficou aflita pela nossa chegada.
Fomos para nossa casa, que alegria, estávamos no nosso lar depois da nossa missão cumprida. Felizes que tudo tinha dado certo. Para nossa surpresa, em cima da mesa, um grande buquê de flores deixado carinhosamente pela minha mãe. Depois de um banho fomos dar um abraço nela e claro, mais lágrimas.
Agradeço imensamente à Sara, que foi uma parceira inseparável e de energia inesgotável. Suportou dor, frio, calor, neve e nunca esmoreceu. Foi uma grande amiga e parceira como sempre. Ao Edu, pela paciência, compreensão e prestatividade sempre. Ao Luciano e a Milene que nos acompanharam até Bariloche, uma pena não terem ido até o destino final da nossa viagem, espero numa próxima contar com vocês em toda a viagem!!
E agradeço a todos os amigos e familiares que torceram e acompanharam a nossa viagem. Tudo que vivemos serviu para alguma coisa, posso garantir que de uma forma ou de outra voltamos diferentes. Aprendemos a lidar com adversidades, opiniões e desafios que foram impostos. Nós estamos de parabéns por tudo que realizamos. Ir ao Ushuaia de moto é difícil, mas não é impossível e é um lugar que me orgulho muito em ter no meu currículo de motociclista.

2 comentários:

  1. parabens a vcs pela viajem....sei que eh muito dificl suportar a todas adversidades encontradas no caminhho...mas tambem eh muito importante ver....que com amizade e parceria...tudo é possivel...ate mesmo com a grande parceira de vida do lado...isso eh absolutamente perfeito....assim como as fotos da viajem...e as muitas historias p contar desses 21 dias...que venham mais e muitos mais kms de estrada a esses casais...parabens a todos vcs....

    ResponderExcluir
  2. Muito legal. Realmente a viagem foi emocionante, heim?! Em breve marcamos para vocês contarem pessoalmente. Parabéns por mais esta conquista! Um grande abraço.

    ResponderExcluir